Com desistência de empresa russa, brasileira Rumo vence leilão da Ferrovia Norte-Sul


A Rumo foi a grande vencedora do leilão do trecho de 1,5 mil quilômetros da Ferrovia Norte-Sul, do qual a estatal russa RZD decidiu não participar por considerar que o edital continha fragilidades que beneficiavam a Rumo e a VLI Multimodal, que já operam malhas ferroviárias que se interligam com o trecho leiloado.

O lance da companhia brasileira pelo trecho que de 1.537 km que vai de Porto Nacional, no Tocantins, a Estrela d'Oeste, em São Paulo, foi de R$ 2,719 bilhões, com ágio de 100,92%. O lance mínimo era de R$ 1,5 bilhão.

O valor oferecido pela Rumo ficou bem acima do lance apresentado pela VLI, a outra única participante do leilão, que foi de R$ 2,065 bilhões. Agora, a vencedora terá um prazo de dois anos para fazer a ferrovia, um dos principais projetos para escoar os produtos agrícolas do Brasil, funcionar. O contrato terá validade de 30 anos.

A empresa Ferrovias da Rússia (RZD, na sigla em russo), responsável por 8