Especialistas apontam que Porto de Santos pode se tornar 'hub' até 2030


O desenvolvimento e a modernização do Porto de Santos são temas debatidos constantemente pela Companhia Docas do Estado São Paulo (Codesp), a autoridade portuária, e agentes ligados ao setor marítimo e portuário.

No fim de setembro, durante o I Congresso Paulista de Direito Marítimo e Portuário, realizado na Associação Comercial de Santos, o presidente da Codesp, Casemiro Tércio de Carvalho, já apontava para esta necessidade, além de cobrar proatividade por parte daqueles envolvidos na comunidade portuária.

"Porto não pode ser mais o do saco de açúcar em cima do ombro. Você vai em outros portos no mundo e não tem uma pessoa no cais, é tudo automatizado. Mas essa mão de obra está em algum lugar fazendo isso aí. Não há uma pessoa no costado, mas existem 500 engenheiros num prédio fazendo a programação", comentou Carvalho.

"Temos que fazer isso porque, se não for Santos, algum outro porto na costa brasileira vai assumir essa responsabilidade", emendou.

Na visão de Age